28 de fevereiro de 2011

Sensores e suas variações

   Tudo o que deveria ter sido falado sobre sensores já está por aí na grande rede e o Foto Fácil humildemente vai ser apenas mais uma fonte de pesquisa. Difícil é encontrar uma figura que representa os tamanhos de todos os sensores usados atualmente, todos que encontrei sempre faltava algum mas o que eu postei considero o mais completo.
 Exemplo de sensor CCD

   Há dois tipos básicos de sensores, o CMOS e o CCD. O primeiro por teoricamente funcionar melhor em situações de maior luminosidade e ter alguma deficiência em situações de baixa luminosidade é usado em larga escala nas câmeras reflex ou DSLR já que custa mais barato e pelo seu tamanho avantajado nas DSLR consegue suprir com certa facilidade essa deficiência. Nas compactas, desde 2008 com a Canon SX1 estamos começando uma nova era com seus sensores CMOS com componente retroiluminado que tenta suprir tal deficiência mas ainda sem grande sucesso.
 Sensor CMOS "Full frame" da Sony

   Por isso, nas compactas quase sempre se usou o CCD que teoricamente se comporta melhor em baixa luz mas tem leve tendência a "estourar" as fotos em que há muita luz. Isso seria facilmente corrigido com os controles manuais mas hoje em dia as opções com estes controles é um pouco reduzida, apenas a Canon possui câmeras de baixo custo com estes comandos.
 Revolucionário sensor Foveon da Sigma

   Além dessa questão da luminosidade, ainda há as outras vantagens que o sensor CMOS nos traz que são os modos contínuos super rápidos, que na Panasonic FZ100 chegam a 13fps na sua resolução mais alta, enquanto que na mais baixa pode se chegar até a incríveis 60fps; os vídeos Full HD até bem pouco tempo eram vistos apenas nas cameras equipadas com CMOS, quem quebrou essa exclusividade foi a Panasonic que este ano fez câmeras com sensor CCD (inclusive a TS3 à prova d'água) com vídeos em resolução de 1920x1080 pixels.
 Pentax 645 foi a primeira câmera de médio formato lançada esse ano

   Mas a maior questão envolve o tamanho dos sensores e a qualidade da imagem gerada por eles é totalmente proporcional ao seu tamanho. Nesse caso, tamanho é documento e quanto maior o sensor, maior a qualidade das fotos. Daí o abismo entre as compactas incluindo as superzoom, e as reflex e isso pode ser medido na figura abaixo:
Tabela com os tamanhos dos sensores atuais

Sensores 1/2.5 - Usados em algumas compactas até 2009 como Canon SX120, Nikon L19, Kodak C140, Panasonic ZS1 e Samsung PL10. Parece que está morto e enterrado.

Sensores 1/2.4 - É o tamanho do sensor CMOS da Sony nas câmeras de 2009 e 2010 como HX1, HX5 e TX5. Também parece ter sido descontinuado.

Sensores 1/2.3 - Padrão das atuais compactas, usado em todas elas, fora as exceções citadas acima e as que citarei abaixo. Há uma pequena variação que é o 1/2.33 mas com uma diferença de apenas 1mm tanto na altura quanto na largura.

Sensores 1/2 - Não está na figura acima mas é o tamanho do sensor que equipa as câmeras EXR da Fuji desde 2010. Até 2009 ele media 1/1.6.

Sensores 1/1.7 - Agora entramos no tamanho dos sensores que equipam as melhores compactas que existem. Pode ser encontrado na Nikon P7000, Samsung EX1, Canon G12 e S95.

Sensores 1/1.63 - Ligeiramente maior que o citado acima, é desenvolvido em conjunto por Leica, Panasonic e Olympus e é encontrado apenas nas câmeras Panasonic LX3 e LX5 e Olympus XZ1.

Sensores 4/3 - Desenvolvido pelas mesmas 3 fabricantes acima e usado nos sistemas 4/3 e Micro 4/3 de lentes intercambiáveis e sem espelho, PEN da Olympus e G da Panasonic. Também equipa as reflex Olympus.

Foveon - Sensor revolucionário (e provavelmente o melhor do mundo) que equipa as câmeras da Sigma, como a DP2 que foi citada no quadro e possui fator de corte de 1.7x. Leia mais sobre o Foveon aqui.

Sensores APS-C 1.6x - Sensor que equipa a maioria das reflex Canon.

Sensores APS-C 1.5x - Sensor que equipa a maioria das reflex Nikon, Sony e Pentax.

Sensores APS-C 1.3x - Sensor que equipa as reflex Canon da série 1D. Também não está no quadro acima.

Sensores "Full-Frame" - São os que possuem o mesmo tamanho do fotograma de 35mm das antigas câmeras amadoras de filme. Presente nas séries 1Ds e 5D da Canon, série D3 e D700 da Nikon e Sony A850 e A900.
 Canon 1D Mark IV é uma das poucas com APS-C de crop 1.3x

   Ainda há os sensores das câmeras de médio e grande formato que são bem maiores que os 35mm e a Sony recentemente resolveu "ressuscitar" o minúsculo sensor de 1/3 na S3000 que havia sido usado pela última vez em 2007 pela Canon e espero que isso não se torne uma tendência.
   A postagem está bem superficial e gostaria que os colegas complementassem se encontrarem qualquer informação relacionada ao assunto.

   Postagem sugerida pela Helena, moderadora da comunidade Fotografia Digital Brasil no Orkut.

23 comentários:

  1. Boa Tarde Rodrigo. Gostaria de dizer que seu blog é realmente muito bom e ocasionalmente vim parar nele.
    Estava atrás de uma câmera para presentear a namorada e buscando informações vim parar aqui. Adicionei seu msn (rodrigo.jordy@gmail.com), embora não saiba se é isso realmente. Gostaria que me ajudasse a escolher a câmera adequada. Se possível aceita lá no msn ou te mando um email.
    Abraços e mais uma vez parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Aêeee Rodrigo, obrigada por acatar a sugestão!!
    Ficou bem bacana, dá pra ter uma ótima ideia da questão dos sensores. ando muuuuito curiosa pra conhecer esse foveon da sigma... meus planos futuros, incluem comprar uma DP1 ou DP2 de segunda mão. só pra conferir de perto essa belezinha.
    E legal saber que o sensor da minha LX5 só perde para as 4/3 ou micro 4/3, rs. O que vem a partir daí, é coisa para os grandes.
    Obrigada mesmo pelo posto, está super esclarecedor!

    ResponderExcluir
  3. Renan, já tá adicionado.

    Helena, esse Foveon é coisa de louco mesmo né? Até eu queria um mas se eu tivesse tudo que eu queria, no meu quarto já não caberia mais câmeras...

    ResponderExcluir
  4. otimo topico Rodrigo, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Eu vi certas fotos do Foevon que se equiparam a 5DmkII, fácil... É algo que assuta, e como Canonista me deixa com uma pulga atrás da orelha, confesso. A crítica fica quanto a construcao do corpo. Mas é um ótimo equipamento! Concordo com a Helena, uma na coleção seria uma tentação rs!

    ResponderExcluir
  6. Só para ninguém me bater, a comparação que fiz com a 5DmkII fica restrita às pequenas impressões. (:

    ResponderExcluir
  7. No curso de fotografia que fiz, meu professor falou que a empresa que desenvolve os melhores sensores é a Kodak. Vide o sensor da Leica S2, que tem o tamanho do meu apartamento. A Kodak realmente é a melhor?

    ResponderExcluir
  8. Douglas, a Kodak é fabricante sensores de médio e grande formato. Não tem como comparar com as fabricantes de sensores "full frame", APS-C, 4/3 e de compactas. São categorias distintas.

    ResponderExcluir
  9. Podia até as empresas começarem a usar um sensor um pouquinho maior que o 2/3 usados em grande parte das câmeras de hoje :T

    Tipo um 1/2 das Novas Fuji's, mas aí acho que vai custa mais pra eles.

    ResponderExcluir
  10. Se usassem pelo menos o de 1/1.7 eu já ficaria muito feliz. Se fosse nas superzoom eu até teria um pouco mais de boa vontade com elas.

    ResponderExcluir
  11. Agora Rodrigo eu tava vendo lá em casa a Konica Z3, ela tinha um sensor 1/2,5 por isso que chegava com 12X a 420mm, mas realemtne não se é mais usado.

    ResponderExcluir
  12. A última a usar acho que foi a Canon SX120. O problema foi a Sony ter ressuscitado um sensor minúsculo de 1/3, espero que a moda não pegue.

    ResponderExcluir
  13. Afê Maria!!! nem sabia que existia essa ponta de lápis kkk

    Também espero que essa moda não pegue

    Um Abraço!!!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pelo blog Rodrigo e obrigado por todos os esclarecimentos.

    Falta agora os fabricantes produzirem sensores entre 1/1,63 e 4/3, mas nada de ultra-zoom de 50x e/ou 25MP, ai sim seria uma lástima.

    ResponderExcluir
  15. Rodrigo, se encaixasse o sensor 2/3 ,onde ficaria na tabela?

    ResponderExcluir
  16. Rsrs coincidiu justamente com a citação de Eric Ruiz, 3 coment. acima

    Então no que nosso amigo Eric falou, seria de bom gosto as fabricantes produzirem sensores em torno de 2/3! :)

    Obrigado por responder!

    ResponderExcluir
  17. Perguntei porque li sobre a excepcional câmera SONY F828 e buscando na net nos dados tecnicos diz sensor 2/3, mas não achei na tabela o quanto equivale.

    Li porque tinha visto outra vez o post seu sobre pilhas -Vs- Bateira, e prestando mais atenção vi seus elogios sobre a F828 e me deu curiosidade, mas que bela máquina apesar de ser do inícinho dos anos 2000', mais precisamente em 2003, mas de boa qualidade.

    ResponderExcluir
  18. Uma pergunta Rodrigo, o sensor dessa Nova Nikon V1 e J1 se encaixaria aonde na tabela?

    ResponderExcluir
  19. Puxa é um tamanho de sensor razoável, mediante as vantagens que as duas Nikon's trazem...

    Obrigado mais uma vez.

    ResponderExcluir
  20. Amigo, eu gostaria de obter um resposta importante pois estou em dúvida na compra de uma nova câmera compacta. Estou em dúvida entre uma Fuji XF1 por R$ 1.500,00 ou uma Pentax MX-1 por R$ R$1.980,00. o Sr. poderia me auxiliar na escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu nunca tive nenhum contato com essa MX-1 eu indico a XF1 mesmo, mas já tem a Fuji XQ1 por esse mesmo preço (ou pouca coisa a mais) que é bem melhor do que ela.

      Qualquer dúvida é só retornar.

      Excluir

Related Posts with Thumbnails