25 de junho de 2013

Novas Fuji X-M1 e objetivas XF 27mm e XC 16-50mm

   Como se não bastasse a Fuji fazer as câmeras com design retrô mais lindas que existem atualmente, ela agora consolida seu sistema como um dos mais seguros e confiáveis. O uso do sensor baseado no mesmo que equipa a espetacular X-Pro1 sem o filtro "low pass" é uma grande prova disso, a Fuji segue o ditado "em time que está ganhando não se mexe". Mas isso foi apenas referente ao sensor, há algumas diferenças significativas que veremos agora.
As 3 versões desta linda câmera
   A Fuji X-M1 é equipada com sensor CMOS de 16.3MP (APS-C com resolução total de 16.5MP); possui 49 pontos de autofoco; sensibilidade ISO 100-25600; tempo de exposição varia entre 1/4000 e 30 segundos, incluindo modo bulb de até 1 hora e sincronia de flash em 1/180; modo contínuo de 5.6fps limitado a 30 JPEG ou 10 RAW, e 3fps limitado a 50 JPEG ou 10 RAW; possui wi-fi; seu flash pop-up alcança até 7 metros em ISO 200 e possui sapata para flash externo; faz vídeos Full HD com taxa de 30fps em formato MOV e som estéreo; seu monitor LCD inclinável mede 3 polegadas; e é alimentada por bateria com capacidade para cerca de 350 fotos por carga.
Os dials ficam todos no lado direito facilitando a operação
   Reparem que, diferente do que usualmente ocorre com as câmeras Fuji, desta vez ela fornece a informação da resolução total de seu sensor. Não que tenha feito tanta diferença assim (de 16.3 para 16.5MP) mas é a informação que deve ser levada em conta na hora de calcular a densidade de megapixels deste excelente sensor. Agora há um monitor LCD inclinável tornando esta câmera mais completa e os preços desta câmera que estará disponível no exterior a partir da última semana de julho são bem mais "reais" do que suas irmãs mais velhas: 700 dólares o corpo e 800 dólares o kit com a nova objetiva XC 16-50mm f/3.5-5.6 OIS que falarei ainda nesta postagem. A câmera estará disponível nas cores marrom/prata, preta/prata e totalmente preta.
Inclusão de monitor LCD inclinável foi providencial
   Opinião do blogueiro: Não tem como não elogiar esta câmera que traz um dos melhores (senão o melhor) sensor usado em câmeras mirrorless com um preço bem mais acessível. As especificações estão dentro da média e a lente 16-50mm que vem inclusa deve fazer diferença pois permite uma grande angular de 24mm incomum tanto em câmeras mirrorless quanto em reflex de sensor APS-C (a colega Helena lembrou bem que a Olympus OM-D EM-5 também possui uma lente do kit com essa grande angular mas em um sensor 4/3). Possui conversão de arquivo RAW na própria câmera; o wi-fi permite envio de fotos direto para um computador mas há a necessidade de baixar o aplicativo Fujifilm Camera Application para transferir dados para smartphones e redes sociais. Totalmente recomendada!
27mm f/2.8 pancake
   Além da nova câmera, foram lançadas duas objetivas, uma delas é a pancake XF 27mm f/2.8 (equivalente a 41mm) que possui abertura mínima f/16; diafragma circular de 7 lâminas; não possui estabilização; sua construção interna é de 7 elementos (1 asférico) em 5 grupos; a distância mínima de foco é de 34cm; o diâmetro de filtro é de 39mm; mede cerca de 6.1x2.3cm e pesa aproximadamente 78 gramas. Estará disponível nas cores prata e preta e custará 450 dólares.
Objetiva de kit que permite grande angular de 24mm
   A XC 16-50mm f/3.5-5.6 OIS (equivalente a 24-75mm) que possui abertura mínima f/22; diafragma circular de 7 lâminas; possui estabilização; sua construção interna é de 12 elementos (3 asféricos e 1 de extra baixa dispersão) em 10 grupos; a distância mínima de foco é de 30cm; o diâmetro de filtro é de 58mm; mede cerca de 6.2x6.5cm e pesa aproximadamente 195 gramas. Estará disponível nas cores prata e preta eainda não possui preço definido.
Usuários destas duas câmeras devem atualizar o firmware para completo funcionamento da objetiva XC 16-50mm
   O leitor mais atento deve ter percebido uma diferença na nomenclatura, pois todas as objetivas Fujinon para este sistema, até então, possuíam a sigla XF à frente e agora a 16-50mm traz a sigla XC. Isto deve ocorrer porque está é a primeira lente para este sistema sem anel de abertura, pois a Fuji X-M1 controla a abertura eletronicamente. Atenção usuários de Fuji X-Pro1 e X-E1: para habilitarem o controle eletrônico de abertura nestas câmeras é preciso instalar o firmware mais recente (2.05 para X-Pro1 e 1.06 para X-E1).

8 comentários:

  1. aaaaaaaaaaaaaaaah, gracinhaaaaaaaaaaaaaaaassssss!!!
    Mas o que vc quis dizer com "a única lente de kit que permite uma grande angular de 24mm tanto em câmeras mirrorless quanto em reflex de senro APS-C"? A m.zuiko 12-50mm que vem no kit da OM-D tbém é equivalmente a 24mm.
    A não ser que eu tenha entendido errado a sua colocalção, rs.
    Mas AMEI essas Fuji aí.Vi isso ontem, através de um link que vc mesmo colocou na postagem de ontem.
    como agora estou investindo em olympus, não valeria à pena começar do zero (pelo menos não agora), mas pra quem tá pensando em adentrar no maravilhoso mundo das mirrorless, essa fuji com certeza é uma baita aquisição!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui eu que errei, Helena! Pensei que era 14-50mm a lente do kit da OM-D, vou mudar a informação. Valeu!

      Excluir
  2. A Fuji está andando a passos largos no mundo mirrorless. A escolha pelo sensor APS-C foi mais um acerto. Por mais que o sensor 4/3 tenha evoluído muito, não deixa de comprometer mais ainda o controle sobre profundidade de campo. E esse sistema X da Fuji tem conseguido lentes bem compactas, além da beleza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre a distância focal, vale lembrar que a Sony lançou uma 16-50mm powerzoom junto com a NEX-6 no ano passado.

      Excluir
    2. Boa lembrança, Carlos Henrique!

      Excluir
  3. Olá Rodrigo.
    Olha, andei vendo as postagens mas não comentado muito. Mas agora quero uma opinião.
    Vamos para os EUA em setembro http://nossasviagenspelobrasil.blogspot.com.br/ e vamos querer trazer algo de lá. Tenho a opção de comprar uma D90 aqui, mas o que sugere?
    Reflex, até 2 mil dolares.
    Valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vai aos EUA então não compre nada aqui, deixe para comprar lá. Não conheço bem os trâmites da alfândega quanto a equipamentos comprados no exterior mas como você está acostumado a viajar saberá como proceder.

      Com 2 mil dólares pode comprar coisa muito boa e partindo do princípio que orá comprar uma Nikon, recomendo este kit: Nikon D7000 só o corpo e Tamron 18-270mm PZD. Com o resto do dinheiro compre uma bateria extra, filtros UV e polarizador Hoya de 62mm e creio que ainda assim não chegue aos 2 mil dólares.

      Qualquer dúvida é só retornar.

      Excluir

Related Posts with Thumbnails