14 de julho de 2014

Quem imprime fotos?

   Você faz uma viagem incrível e volta com mais de 1000 fotos no cartão de memória da máquina. Você tem um filho e fotografa cada acontecimento, desde a gravidez, o parto, as gracinhas, a festa de um ano, tudo. Você fotografa o seu dia a dia e as delícias do seu cotidiano. O HD do computador (ou externo) está explodindo de tantos arquivos. Você inclusive já precisou comprar outro. Algumas fotos você nem lembra mais de ter feito. Mas não imprime uma foto há anos.

   Quem nunca passou por isso?

   Antigamente comprávamos filmes de 12, 24 ou 36 poses e, para ver as fotos, era necessário revelar o filme, e então ficávamos com todas as fotos impressas. Agora, com o advento e a popularização da fotografia digital, é possível ver as fotos imediatamente, no visor das máquinas, e também nos computadores. 

   Assim, é cada vez mais comum fotografar e guardar os arquivos nos computadores, sem imprimir. Atualmente, também em função dessa facilidade, fotografamos muito mais, principalmente em viagens e passeios. Mostramos algumas fotos nas redes sociais, arquivamos todas nos HD e imprimimos somente uma ou outra, para colocar em um porta-retratos, por exemplo. A maioria dos fotógrafos costuma fazer isso com as suas fotos pessoais, com algumas exceções, claro.

   O risco disso é um HD queimar ou ser contaminado por vírus, e todas as lembranças serem perdidas. Daí vem a importância de imprimir fotos, pelo menos algumas, as melhores. Fotos precisam ser impressas, decorar a casa, enfeitar álbuns para serem mostrados aos amigos e familiares. Fotos precisam fazer parte da nossa vida de fato e não ficar restritas às nossas vidas virtuais, muitas vezes totalmente esquecidas no HD. 

   Pense nisso e passe a imprimir pelo menos algumas das suas fotos mais importantes. Veja e sinta as suas fotografias, deixe que elas façam parte da sua vida. E garanta a perpetuação das suas lembranças!

   Eu me chamo Claudia D’Elia e sou fotógrafa autoral e “amadora”, no mais amplo sentido da palavra! Vou trazer para vocês, aqui no Foto Fácil, dicas, truques, quebra-galhos, informações e tudo mais que eu puder sobre esse assunto que amamos: fotografia! Se você quiser conhecer mais do meu trabalho, visite e curta minha página no Facebook https://www.facebook.com/claudiadeliafotografia

Siga o Foto Fácil no facebook: https://www.facebook.com/Fotofacil.rj

14 comentários:

  1. Bom dia, muitíssimo interessante sua lembrança da necessidade de imprimir as fotografias.....

    Eu sempre imprimia uma série de fotos, de cada acontecimento familiar, encontro com as amigas ou os passeios. Depois que comprei uma câmera melhor, estou aprendendo um pouquinho sobre fotografia, deixei de imprimir, Que contradição, vou retomar meus albuns fotográficos.......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, hoje em dia ficou tão fácil clicar que esquecemos completamente de passar para o papel nossos melhores registros.

      Sobre a matéria, mérito total da colaboradora e amiga Claudia D'Elia que tem uma sensibilidade muito maior que a minha para esse tipo de coisa, eu não teria capacidade de escrever um bom texto sobre esse assunto como ela fez.

      Excluir
    2. Rodrigo, obrigada! ;) E, Rosemeire, imprima sim! Pelo menos as melhores, as preferidas! E dá para decorar a casa e o escritório com fotos! :)

      Excluir
  2. Belo texto. Meus parabéns!

    Eu não tenho o costume de imprimir. Agora que tenho me dedicado mais a fotografar e estudar para fazer belas imagens, já tenho começado a pensar nisso. Inclusive em mais para frente conseguir uma boa imagem para colocar num quadro.

    Tenho me sentido atraído pela ideia de passar por lugares da casa e ver fotos tiradas por mim. rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima ideia. Que tal colocar logo em prática?

      Excluir
  3. Rodrigo, conversei com a minha mulher essa semana mesmo sobre isso, chegamos a um acordo de imprimir 10 fotografias de cada evento importante a cada mês! Assim aos poucos vamos fazendo álbuns "palpáveis"!
    O medo de perder o HD também interferiu muito.
    Dizem que a verdadeira qualidade da fotografia se vê quando vc revela a foto, vamos ver como me saio!
    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, mais uma boa ideia!

      Excluir
    2. É exatamente isso! A foto impressa é outra coisa! E, como falado na matéria, imagina se (bate na madeira!) algo acontece com os arquivos?! Tchau, lembranças! :(

      Excluir
  4. Eu sempre imprimi minhas fotos. Fotografo desde 2011 e minha esposa desde 2005. Meu filho nasceu em 2006 e tenho fotos dele desde o primeiro dia até ontem. Tenho vários "albinhos" de 40 fotos cheios!!!! Imprimo tanto que tenho até desconto no laboratório onde imprimo, rsrsrsrsr. Cada 10x15 sai a 50 centavos cada!!!! Fotografo aves e já tenho 200 espécies de aves registradas e tenho pelo menos 01 cópia impressa de cada espécie no tamanho 15 x 21. Para mim fotografia é no papel, é tátil. Já cheguei a mandar imprimir 350 fotos de uma vez!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo, é assim que se eternizam os momentos.

      Excluir
    2. Que legal, Andrey! Ótimo acervo e ótimo exemplo a ser seguido! ;)

      Excluir
  5. Eu também sempre imprimo minhas fotos... cerca de 50 pra cada semana de viagem... Dependendo do tipo da viagem um pouco mais ou menos... Costumo deixar acumular mais de 100 para ter desconto. Curto muito também foto album, apesar de dar bastante trabalho.

    Quanto a perder as fotos caso o HD queime... Sou meio maníaco com isso... Faço backup de tudo em outro HD externo, além de ter backup de todas as minhas fotos na nuvem (internet)... E não são poucas hein.. cerca de 36 gb...rsrs... Acho que só perco as fotos se alguém lançar um PEM (Pulso Eletromagnético no mundo inteiro), pois a nuvem fica nos EUA>

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom se precaver mesmo. Ótimas ideias, meu amigo!

      Excluir
    2. Eu faço dois backups também, Bruno. Precaução é tudo. "Pior" do que nós só um professor que tive que mantinha três backups, e guardados em locais diferentes (em casa, no trabalho e na casa da mãe). Ele tinha medo de incêndio, assalto... Faz sentido ne... mas precisa ser muito organizado para manter tres atualizados em locais diferentes!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails