25 de fevereiro de 2014

Nikon D4s

   Pouco mais de dois anos depois a Nikon anuncia o lançamento de uma sucessora da espetacular D4 com as melhorias trazidas pelo processador Expeed 4, a Nikon D4s que traz um novo mecanismo de movimento do espelho para melhorar o autofoco no modo contínuo e um obturador com vida útil estimada em 400 mil cliques, tudo isso em um corpo selado contra respingos e poeira. Continua a aposta no cartão de memória XQD que até hoje não emplacou, mas foi mantido também um slot para o eterno Compact Flash.
Bem robusta e com grip vertical já incluso em seu design
   A Nikon D4s é equipada com sensor CMOS de 16.2 megapixels (Full frame com 16.6MP de resolução total); possui 51 pontos de autofoco; absurda sensibilidade ISO 50-409600; o tempo de exposição varia entre 1/8000 e 30 segundos, com sincronia de flash a 1/250; possui modo contínuo de até 11fps limitado a 200 arquivos JPEG; faz vídeos Full HD com taxa de 60fps em formato MOV e som mono, mas há entrada para microfone estéreo externo; seu monitor LCD mede 3.2 polegadas e há um viewfinder com 100% de cobertura da visão quando usado em modo FX; e é alimentada por bateria com capacidade absurda para cerca de 3020 fotos.
Muitos botões de acesso e atalhos às principais funções garantem agilidade
   Como é uma câmera EXCLUSIVAMENTE destinada a uso profissional (por favor, amadores não devem comprar esta câmera para fazer fotos em frente ao espelho ou eventos com família e amigos) custará bem caro: 6500 dólares apenas o corpo e estará disponível para compra em meados de março no exterior. Funcionará também no formato DX permitindo o uso das objetivas dedicadas às câmeras com sensor APS-C usando uma área menor do sensor e mantendo o fator de corte de 1.5x. E assim como sua antecessora, possui entrada RJ45 para cabo de rede e conector para adaptadores wi-fi e GPS.
Fartura de botões faria alguns novatos literalmente se perderem nesta câmera
   Opinião do blogueiro: Pelas características que reúne, me parece ser uma câmera ideal para fotografia de esportes pois possui um modo contínuo bastante rápido, ISO absurdo de 409600 (com 51200 de baixíssimo ruído), a resolução de 16MP é mais do que suficiente para este tipo de fotografia, e além do selamento contra respingos e poeira, tem também uma bateria de autonomia altíssima superando os 3 mil cliques. Totalmente recomendada para todos os profissionais da área esportiva e também para os profissionais de outras áreas que necessitam de uma câmera com estas características.

Siga o Foto Fácil no Facebook: https://www.facebook.com/Fotofacil.rj

6 comentários:

  1. Ja era pra estar com wi-fi embutido e ter abandonado de vez uma mídia que pelo visto nunca vai emplacar porque nem a propria Sony que é a criadora usa, assim como o conector rj45.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente, eu não entendo a insistência pelo XQD já que, como você mesmo disse, nem a Sony usa.

      Excluir
  2. Monstruosa! Essa aí e a equivalente da Canon são de cair o queixo (e o fundo do bolso). Andei lendo em fóruns gringos que a D4 é excepcional em altas sensibilidades, mas que a 1D-X tem modo contínuo um pouco mais rápido e autofoco mais eficiente. Sinceramente, se qualquer uma dessas caísse no meu colo, venderia e compraria algo mais modesto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha faria o mesmo, muita areia pro meu caminhãozinho.

      Excluir
  3. Todas As Maquinas Profissionais ainda utilizam CF pois a Velocidade dele é ainda a mais rápida assim como sua capacidade de armazenamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correto. E tem uma outra razão que acho ainda mais importante: até hoje ainda é a mídia de armazenamento mais segura, pois não possui contatos aparentes que podem oxidar danificando os dados como acontece, por vezes, com os cartões SD que são os mais populares.

      Obrigado pela participação no blog.

      Excluir

Related Posts with Thumbnails