20 de agosto de 2012

Fotos de igrejas tradicionais do Rio de Janeiro #Rio450

   Recentemente tive a oportunidade de fotografar 4 igrejas tradicionais da cidade do Rio de Janeiro graças ao curso de fotografia Grande Angular, por intermédio da professora Marcia Costa, que organizou um passeio fotográfico pelo centro da cidade e ainda contamos com uma verdadeira aula de história da simpaticíssima guia de turismo Elvira Menezes.

   Fotografar interior de igrejas é um desafio e tanto pois normalmente são locais com pouca iluminação e, mesmo que se permita o uso de flash, prefiro não usar para preservar a fidelidade de cores nas fotos mas isso tem o alto preço da longa exposição. Alto preço para quem não possui tripé e qualquer movimento mínimo destrói a foto. Irei postar algumas aqui com dados EXIF para análise dos leitores, todas as fotos foram feitas com uma câmera Canon T1i e uma objetiva Sigma 18-250mm f/3.5-6.3 e usando medição matricial.

Fachada do Mosteiro de São Bento
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/640
Abertura f/3.5
ISO 200
Mosteiro de São Bento

Interior do Mosteiro de São Bento
Distância focal 38mm
Tempo de exposição 1/3
Abertura f/4.0
ISO 400
Interior do Mosteiro de São Bento

Detalhe do interior do Mosteiro de São Bento
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/6
Abertura f/3.5
ISO 400
Interior do Mosteiro de São Bento

Fachada da Igreja da Candelária
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/1600
Abertura f/3.5
ISO 100
Fachada da Igreja da Candelária

Interior da Igreja da Candelária
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/40
Abertura f/3.5
ISO 400
Interior da Igreja da Candelária

Detalhe do interior da Igreja da Candelária
Distância focal 69mm
Tempo de exposição 1/6
Abertura f/4.5
ISO 400
Interior da Igreja da Candelária

Fachada das Igrejas da Ordem Terceira do Carmo e de Nossa Senhora do Carmo
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/1250
Abertura f/3.5
ISO 100
Fachada da Ordem Terceira do Carmo

Interior da Igreja da Venerável e Arquiepiscopal Ordem Terceira da Nossa Senhora do Monte do Carmo (esse é nome completo dela)
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/13
Abertura f/3.5
ISO 800
Interior da Igreja da Venerável e Arquiepiscopal Ordem Terceira da Nossa Senhora do Monte do Carmo

Detalhe do interior da Igreja da Ordem Terceira do Carmo
Distância focal 128mm
Tempo de exposição 1/13
Abertura f/5.6
ISO 400
Interior da Igreja da Venerável e Arquiepiscopal Ordem Terceira da Nossa Senhora do Monte do Carmo

Fachada lateral da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/640
Abertura f/3.5
ISO 100
Fachada da Antiga Sé

Interior da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/20
Abertura f/3.5
ISO 400
Interior da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

Detalhe do interior da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé
Distância focal 29mm
Tempo de exposição 1/6
Abertura f/3.5
ISO 400
Interior da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

   Espero que tenham gostado, os olhos mais apurados encontrarão algum "tremido" devido às longas exposições nas fotos internas e alguns irão estranhar a abertura quase fixa em f/3.5 mesmo nas fotos externas, isso aconteceu por causa de uma sujeira interna que atrapalha as imagens em aberturas menores. Corrigirei isso o mais breve possível. Outras fotos feitas por mim em igrejas estão neste álbum do Flickr.

16 comentários:

  1. Excelentes fotos. A primeira tem uma fachada mais singela (maneirismo) do que as outras fachadas (neoclassico?) mas nao deixa de ser linda e o interior de todas é bem rico.

    ResponderExcluir
  2. Rapaz, todas são lindas. Mas a do Mosteiro de São Bento, as duas, arrebentou. Parabens pelos belos registros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, é tudo madeira e ouro naquele mosteiro. Coisa linda, muita riqueza.

      Excluir
  3. Rapaz, o Brasil tem igrejas lindas!
    Daria um trabalho fantástico, mas seria demais contar a história do Brasil através de registros fotográficos das nossas igrejas... Alguém se habilita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu tivesse grana me habilitaria com certeza! Mas será que alguém já não fez? Seria bom pesquisar isso aí. Deve ser algo que leva um ano inteiro ou mais mas no final deve ser compensador o resultado.

      Excluir
  4. Belissímas fotos, Rodrigo!!! Sabe que neste dia eu nem consegui fotografar direito dando atenção ao pessoal? mas foi muito bom!!!
    pretendo tirar um dia e fazer todo percurso novamente sozinha e fotografar bastante, rsrsrs. Parabéns pelas fotos, bjs Marcia Costa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Marcia, vai ter que voltar mesmo. Acho que até eu vou voltar lá um dia, vale muito a pena.

      Excluir
  5. Olá, Rodrigo
    Sob a visão de uma pessoa leiga no assunto, posso dizer que a fotos estão maravilhosas, pois não imagino como é possível captar tantos detalhes através das lentes.
    Agradeço a você sobre seu comentário a meu respeito, e fico feliz se consegui transmitir para vocês, o quanto a história está ligada diretamente a fotografia, pois ambas registram o que não conseguimos apagar. Vamos programar outros passeios.bjs. Elvira Menezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, tô muito feliz com seu comentário aqui. E pode ter certeza que conseguiu transmitir para nós a importância de todos aqueles lugares históricos que visitamos.

      Excluir
  6. Lindas fotos!
    O mosteiro é magnífico. Imagino que nem ficando um dia inteiro lá, seja possível registrar todos os belíssimos detalhes do seu interior!

    ResponderExcluir
  7. Salve, Rodrigo, andei meio sumido do seu blog.
    Fantásticas as suas fotos; havia passado o olho nelas quando da publicação, mas somente ontem e hoje tive tempo para visualizá-las com mais vagar. Ficaram muito boas, sem dúvida! E o que me chamou a atenção foi a feitura "na mão", ou seja, sem tripé: ficaram muito nítidas, apesar de várias das exposições não serem tão curtas.
    Parabéns pela bela coleção. Preciso criar coragem e pegar a ponte aérea e conhecer esses belos lugares.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah mas eu tenho certeza que você nem precisa pegar a ponte aérea, aí mesmo você deve ter construções tão ou mais bonitas quanto essas daqui!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails